O Homem nas Trevas

Três jovens ladrões tentam invadir a casa de um veterano de guerra e descobrem da maneira mais assustadora que nem todo cego é incapaz e indefeso.

Ao tentar levar os 300 mil dólares que o soldado ganhou de indenização após o acidente que matou sua filha, Rocky, Alex e Money terão a pior e talvez última noite de suas vidas.

O filme foi dirigido por Fede Alvarez, que fez fama ao conseguir ir para Hollywood após um curta feito no Youtube. Fede dirigiu em 2013 o remake de Evil Dead, que apesar de dividir opiniões foi um filme interessante e mostrou o cuidado que o diretor teve com a já aclamada franquia.

Desde de o remake de Evil Dead que eu mantenho meus olhos em Fede, apesar do filme não ter me agradado completamente eu gostei da câmera e da direção do uruguaio que demonstrou um talento para filmes de terror com certa inspiração em Sam Raimi.

Então não deixaria de ver essa nova tentativa do Fede no gênero de terror e confesso que estou muito feliz de ter ido ver esse filme.

Fede, você tinha a minha curiosidade, agora tem a minha atenção.

Começando pelos pontos positivos, O Homem nas Trevas é excelente, na verdade a maioria do filme é só pontos positivos com apenas dois detalhes que me “incomodaram um pouco”.

O filme é sem dúvidas bem atuado, com Stephen Lang fazendo o que sabe fazer de melhor, ser um velho assustador, com Jane Levy no papel feminino principal e o quarteto de atores principais também traz Dylan Minnette, recém-saído de Goosebumps e Daniel Zovatto um dos protagonistas em A Corrente do Mal.

A atuação de todos não precisa de muitos comentários, são excelentes ajudando a manter o sentimento de desespero durante do o filme. Com menções honrosas ao Stephen Lang que já demonstrou muitas vezes ser um grande ator.

A direção e roteirização do filme acertou em cheio ao dar quase nenhuma fala a Lang deixando o personagem quase ao nível de um monstro de filme de terror, apenas grunhindo e se expressando com o corpo.

É difícil pensarmos que o melhor filme de terror do ano (por enquanto) não tem elementos sobrenaturais e conta apenas com o fato do mundo ter muita gente maluca, realmente maluca.

Um dos pontos que gostei do filme foi o fato de nenhum personagem ser totalmente inocente, não sei se foi proposital ou se um pequeno erro de script, mas o filme tem personagens que se distanciam dos comportamentos da ficção com papeis definidos de mocinho e bandido e simplesmente coloca pessoas ruins contra uma pessoa ainda pior.

Isso cria uma relação de conflito do espectador com o filme. Eu não sabia para quem torcer apenas sabia que deveria ficar tenso por tudo mundo dentro daquela situação claustrofóbica e intensa.

Mesmo sem ter um personagem para o espectador torcer para ficar vivo o filme consegue manter a tensão, é como ver um balão enchendo de forma constante, você sabe que vai explodir uma hora e tudo o que você pode fazer é se segurar no assento e tentar imaginar a hora que algo vai dar errado.

Como um filme de terror O Homem nas Trevas cumpre o que promete, principalmente nas cenas em que não há luz.

O filme tem similaridades com o Hush, de 2015, mas coloca a pessoa com deficiência como a grande ameaça do filme e não apenas como uma vítima. O filme também é um diferencial no gênero de invasão domiciliar, já que dessa vez o mais assustador é quem mora dentro da casa e não quem está invadindo.

Outro filme com o qual O Homem nas Trevas se assemelha é o Quarto do Pânico de David Fincher.

Há apenas dois pontos que não me permitem dar a nota máxima para o filme, e não posso falar deles sem spoilers, então, a partir daqui há SPOILERS!

O ponto mais interessante nesse filme é a sua simplicidade, a história básica e sem muito o que acrescentar, porém do meio para o fim do longa é acrescentado um fator que eu não estava esperando e não consegui encaixar tão bem com o resto do filme.

Do meio para o fim do filme é revelado que a motorista que matou a filha do homem cego em um acidente de carro foi inocentada e que logo depois foi sequestrada e mantida no porão da casa.

De início é revelado que o “vilão” do filme prendeu a assassina de sua filha para engravida-la por inseminação artificial para ter o seu “bebê” novamente.

Parece fora de lugar e não se encaixa com o resto da simplicidade do filme, achei que diminuir o plano dele poderia ter funcionado melhor, ou então ter mantido apenas o plot principal sem muitas divergências, confesso que acho que esse ponto feriu um pouco ao filme sem acrescentar muito a história.

Outro ponto que me decepcionou um pouco é o final e o encerramento da história da personagem principal.

Durante o filme é falado que a família dela é uma porcaria e que tudo que ela quer é tirar a irmã mais nova de um lar disfuncional. Apesar de ser uma atitude nobre as ações e decisões da personagem durante o filme tiram a vontade do espectador de torcer por ela.

Rocky (interpretada por Jane Levy) demonstra uma natureza completamente egoísta e uma grande falta de remorso pela morte de seu namorado e amigo durante o decorrer do filme.

Portanto, com o desfecho final do filme em que ela consegue vencer Lang e ainda fugir com todo o dinheiro me pareceu injusto. O filme teria acabado melhor na cena em que o cego cai na escada e a tela escurece enquanto sons de sirene chegam próximo a casa.

Nenhum dos personagens merecia um final feliz no filme, nenhum era bom. Acho que os três últimos minutos do filme pareceram mais com um final alternativo que deveria estar nos extras do Blu-ray.

De forma geral o filme tem uma excelente atuação, roteirização e direção com uma atmosfera que beira a perfeição e é definitivamente o melhor filme de terror do ano, por enquanto.

Veredito final

Com alguns erros inocentes e alguns mais graves, porém um resultado final sólido e genuinamente bom O Homem nas Trevas merece 8.5 de 10.

Atores principais:

Stephen Lang – O Homem cego
Jane Levy – Rocky
Dylan Minnette – Alex
Daniel Zovatto – Money

Direção:
Fede Alvarez

Roteiro:
Fede Alvarez e Rodo Sayagues

 

, , ,

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 736 outros assinantes

Parceiros

GeraLinks - Agregador de links