Filmes em que o vilão vence no final e ninguém percebe


As vezes uma história com final feliz não é sempre garantia em Hollywood, muitos filmes possuem histórias em que o vilão vence os mocinhos, certo?

Mas e quanto as histórias em que os vilões vencem, mas ninguém percebe? Já reparou em alguma assim? Não? Então veja a lista com vilões que venceram e ninguém notou.

E como estamos falando de finais: Cuidado pois há SPOILERS! 

Donika, O Homem de Tai Chi

O Homem de Tai Chi é um filme de artes marciais bem divertido. Ele conta a história de um torneio estilo Mortal Kombat realista, basicamente é isso. Donika, interpretado por Keanu Reeves, é o chefão de todo o esquema.

A trama principal segue Donika tentando convencer um novo lutador a se tornar um assassino, mas o personagem se recusa. Donika então desafia o lutador a um duelo de vida ou morte e como em todo bom final, o vilão é morto pelo herói.

Mas se o vilão foi morto pelo herói, então o herói se tornou um assassino, certo? Exatamente como Donika queria.

Mr. Glass, Corpo Fechado

O segundo filme do polêmico M. Night Shayamalan conta a história de Elijah Prince, um homem que sofre com a síndrome dos ossos de vidro. Elijah acredita fortemente que a natureza tem um equilíbrio e que se ele é “fácil de quebrar” existe alguém “impossível de quebrar”.

O personagem passa a monitorar acidentes para tentar achar alguém que seja o seu opositor binário na natureza e eventualmente encontra David Dunn, interpretado por Bruce Willis.

No final Willis descobre que Elijah foi o responsável por todos os recentes acidentes e pela morte de centenas de pessoas. O vilão então é preso. Mas ele conseguiu o que queria não? Ele descobriu o seu oposto e consequentemente encontrou o seu lugar na natureza.

Elijah encontrou o seu propósito, ser um vilão e ser o oposto de Dunn.

Filmes em que o vilão vence no final e ninguém percebe

Sociedade, Um dia de fúria   

Um dia de fúria é um filme interessante onde não há um vilão específico, o verdadeiro vilão é a própria sociedade e seu declínio.

O filme acompanha William Foster, um homem incomodado com uma sociedade que ele não consegue mais ter ligação que “desbrava” Los Angeles tentando consertar tudo que ele acha errado, de forma pacífica ou não.

Porém, no clímax do filme Foster é morto por um policial e toda a sua “luta para mudar a sociedade” se tornou em vão.

Hans Landa, Bastardos Inglórios

Landa é um personagem que adoramos odiar. Frio, calculista, inteligente e educado ele é uma ameaça para os bastardos até o final do filme.

No fim, Hans faz um acordo com o exército americano para que ele possa fugir para os EUA, ser condecorado como um herói e ter todo o seu registro Nazista apagado, podendo viver livre e aproveitando a riqueza.

Mas obviamente o implacável Aldo Rayne, interpretado por Brad Pitt, não deixa Landa ir para a América sem uma marca, usando a sua faca para cortar a testa do vilão e deixar uma suástica bem visível para todo mundo.

O que Rayne provavelmente não lembrou é que na época já existia cirurgia plástica e que cicatrizes dessa magnitude eram corrigidas bem facilmente. Isso é um bingo para Landa!

Tyler Durden, Clube da Luta

No final do Clube da Luta o Narrador consegue parar Tyler Durden, que na verdade é ele mesmo. Porém mesmo com Durden não existindo mais, o plano de acabar com todos prédios das operadores de crédito dos EUA é executado.

Isso é bem óbvio. Mas o que pouca gente lembra é que Durden conseguiu espalhar a sua ideologia anarquista e terrorista para todo o país e Clubes da Luta surgiram em todo o lugar. O Narrador nunca mais terá paz.

Filmes em que o vilão vence no final e ninguém percebe

Raoul Silva, 007: Skyfall

O vilão de Skyfall, Raoul Silva, foi interpretado brilhantemente por Javier Barden. Na trama ele busca vingança contra a chefe da MI6 por ela ter negado sua afiliação ao grupo durante uma missão. Após a recusa, Raoul tentou se suicidar com uma cápsula de cianureto defeituosa que acabou desfigurando o seu rosto.

O filme todo mostra o agente mais famoso do mundo, James Bond, tentando proteger M. No final do filme Raoul é morto por 007, mas não antes do vilão conseguir matar M (líder da MI6).

James Bond ter matado Raoul foi um serviço, afinal ele morreu em seu momento de glória.