Olá pessoal, tudo bem? Hoje é dia de mistério aqui no Central Pandora. Vamos falar sobre um dos casos sobrenaturais mais conhecidos dos Estados Unidos, a história da Bruxa dos Bell. O caso aconteceu em Adams no Tennessee e teve eventos testemunhados até mesmo pelo ex-Presidente dos Estados Unidos, Andrew Jackson.

As primeiras manifestações

Betsy Bell

Por volta de 1804, John Bell se mudou a com a família para a comunidade Red River, no Tennessee, local que depois se tornou Adams. Ele comprou uma casa grande e muitas terras, chegando a acumular mais de 300 acres.

Um dia, em 1817, John Bell foi inspecionar o milharal e encontrou um animal muito estranho. Segundo ele, a criatura tinha o corpo de um cão e a cabeça de um coelho. Assustado, ele começou a atirar, mas o animal conseguiu fugir.

Bell decidiu deixar o incidente de lado até que um dia, durante o jantar, a família começou a ouvir “batidas” do lado de fora da sua casa. Os sons aumentavam de frequência e intensidade a cada noite, mas Bell e seus filhos sempre corriam para fora da casa e não encontravam nada. Nas semanas seguintes, as crianças começaram a acordar assustadas dizendo que ratos estavam roendo as suas camas, que as cobertas estavam sendo puxadas e seus travesseiros estavam sendo jogados no chão por uma entidade invisível.

Com o passar do tempo, os Bell começaram a ouvir uma voz sussurrando bem fraca que parecia uma mulher idosa cantando hinos. Os encontros foram ficando mais frequentes e a filha mais nova dos Bell, Betsy, começou a sofrer com manifestações agressivas que puxavam os seus cabelos e machucavam o seu corpo. No início a família tentou manter segredo sobre os problemas, mas eles escalaram a um ponto que eles decidiram compartilhar esse problema com o seu amigo próximo James Johnston.

Johnston e a sua esposa passaram a noite na casa dos Bell e presenciaram os acontecimentos sinistros que vinham atormentando a família Bell. Após ter suas roupas de cama removidas e terem levados tapas da entidade, Johnston gritou, “Em nome do Senhor, quem é você e o que quer?” Ele não teve nenhuma resposta, mas a noite foi tranquila depois disso.

Com o tempo, a voz da bruxa dos Bell foi ficando mais alta e cantava hinos, citava escrituras, conversava com os membros da família e uma vez recitou, palavra por palavra, dois sermões que foram pregados ao mesmo tempo a 30 milhas de lá.

O encontro de Andrew Jackson com a Bruxa dos Bell

As conversas sobre o fenômeno paranormal se espalharam tanto que chegaram a Nashville, despertando o interesse do Major General Andrew Jackson. Os três filhos mais velhos de John haviam lutado ao lado do General Jackson na Batalha de Batalha de Nova Orleães, e em 1819 ele decidiu visitar a fazenda dos Bell para entender o que estava acontecendo.

A comitiva de Jackson consistia em vários homens, cavalos muito bem preparados e uma carroça. Quando eles se aproximaram da propriedade dos Bell, a carroça parou repentinamente e os cavalos não conseguiram puxá-la.

Depois de um tempo tentando fazer a carroça voltar a andar, Jackson proclamou, “Pelo Eterno, garotos! Deve ser a Bruxa dos Bell!” Então uma voz feminina falou a Jackson que eles podiam prosseguir e que ela os veria novamente naquela tarde. Depois disso eles conseguiram atravessar o local e chegaram até a propriedade onde John e Jackson tiveram uma longa conversa sobre os Índios enquanto o General aguardava alguma manifestação.

Depois de muitas horas, um homem que se autodeclarava um “domador de bruxas” pegou uma pistola e proclamou que a sua bala de prata iria matar qualquer espírito maligno que ousasse surgir. Ele afirmou que nada aconteceu a eles porque o que estava importunando os Bell estava com medo da sua bala de prata.

Imediatamente, o homem gritou e começou a revirar o corpo dizendo que estava preso com pregos e sendo torturado. A entidade invisível atingiu um golpe nas suas costas, jogando-o pela porta da frente e, irada ela anunciou que ainda havia mais uma “fraude” no grupo de Jackson e que essa fraude seria identificada e atormentada no dia seguinte.

Aterrorizados, os homens imploraram para deixar a fazenda dos Bell, porém Jackson insistiu em ficar para ver quem era a outra “fraude”. Durante a noite, todos eles foram dormir nas suas tendas e não se sabe o que ocorreu em seguida. Jackson e sua comitiva foram avistados perto de Springfield na manhã seguinte, provavelmente a caminho de Nashville.

O noivado de Betsy Bell

Com o passar do tempo, Betsy Bell se apaixonou por Joshua Gardner, um jovem que vivia perto dali. E com a benção dos seus pais, eles decidiram se casar. Todos ficaram muito felizes com o noivado, exceto a Bruxa de Bell que começou a falar para Betsy não se casar com Joshua.

Além disso o ex-professor de Betsy, Richard Powell, claramente tinha interesse nela e já havia expressado interesse em se casar com ela quando ficasse mais velha. Muitos diziam que Powell, um homem 11 anos mais velho que Betsy, era estudante do oculto. Entretanto, nada nunca foi provado.

Powell era casado secretamente com uma mulher perto de Nashville e quando ficou sabendo do noivado de Betsy e Joshua ele se mostrou desapontado, mas desejou a eles um casamento longo e próspero.

Betsy e Joshua não podiam ir juntos a lugar algum sem ser atormentados pela entidade. E no domingo de Páscoa de 1821, eles acabaram terminando o noivado para ter sossego. Depois disso os ataques diminuíram, mas a Bruxa dos Bell continuou atormentando Joshua e até falou que ia matá-lo.

A morte de John Bell

A morte de John Bell foi o que tornou o caso da Bruxa dos Bell um dos fenômenos sobrenaturais mais misteriosos. Durante um ano, John foi tomado por uma doença grave que fazia com que ele tivesse espamos e dificuldade de comer. No outono de 1820 ele ficou confinado em sua casa e a entidade começou a remover os seus sapatos quando ele tentava andar e bater no seu rosto quando ele tinha convulsões. Sua voz alta e estridente podia ser ouvida por toda a fazenda maldizendo e maltratando o “Velho Jack Bell,” como ela o chamava.

John Bell morreu no dia 20 de dezembro de 1820 após ter ficando um dia inteiro em coma. A família encontrou ao lado dele o frasco com um líquido desconhecido. Intrigados, eles deram o conteúdo do frasco ao gato que morreu imediatamente. Depois disso a “bruxa” declarou que tinha dado uma dose do veneno a ele a noite passada e que havia o consertado. John Jr. Jogou o frasco na lareira que desapareceu em meio a uma chama brilhante azul.

Até mesmo durante o funeral de John Bell em Robertson County, Tennessee, a bruxa dos Bell gargalhava e cantava. Ela não parou até que não restasse uma única pessoa no local. Depois disso a entidade desapareceu e só se manifestar novamente em 1821.

As últimas manifestações da Bruxa dos Bell

Em abril de 1821 a bruxa dos Bell falou com a viúva de John, Lucy, que voltaria para uma visita em sete anos. Em 1828 ela retornou como prometido e manteve o seu foco em John Bell Jr., com o qual discutiu assuntos como a origem da vida, civilizações, cristianismo e a necessidade de um despertar espiritual das pessoas. Relatos dizem que ela praticamente previu a Guerra Civil dos Estados Unidos, entre outros eventos.

Três semanas depois, a entidade se despediu e disse que iria voltar para visitar o descendente mais direto de John Bell 107 anos depois. E mais uma vez, em 1935 ela cumpriu a sua promessa. Dessa vez a bruxa foi até o físico de Nashville Dr. Charles Bailey Bell, que chegou a escrever um livro sobre a Bruxa dos Bell em 1934. Em 1945 ele faleceu e desde então o espírito não se manifestou mais para a família.

Mas quem seria a bruxa?

Nunca foi revelado se tudo se passou de um truque ou se todos aqueles fenômenos realmente ocorreram. Muitos detalhes variam entre versões da história, mas um dos mais prevalentes é que a bruxa dos Bell era o espírito de Kate Batts, uma vizinha que dizia que John Bell havia tomado as suas terras injustamente. Na ocasião da sua morte, ela jurou que iria assombrar John Bell e os seus descendentes. E, de fato, os ataques eram focados em John e na sua filha Betsy.

Outro já acreditam que tudo não se passou de uma armação de Richard Powell para acabar do noivado de Betsy e Joshua. Principalmente porque alguns anos depois do fim do noivado, Powell se casou com Betsy.

O legado da bruxa dos Bell

Atualmente ainda ocorrem fenômenos inexplicáveis nas redondezas da fazenda dos Bell, principalmente em uma caverna que ficou conhecida como Caverna da Bruxa dos Bell. As pessoas que visitam o local alegam ouvir crianças brincando, pessoas falando e até mesmo luzes de velas dançando durante a noite. Na caverna há relatos de manifestações ainda mais agressivas como pessoas que levam tapas ou são seguradas por uma entidade invisível.

Caverna da bruxa dos Bell

A caverna da bruxa dos Bell

Este se tornou um dos casos sobrenaturais mais notáveis dos Estados Unidos e gerou todo tipo de teoria. Desde pessoas que acreditavam e apontavam fenômenos sobrenaturais no lugar, até céticos que tentavam mostrar que tudo não se passou de uma farsa.

O caso da Bruxa dos Bell é uma das histórias que inspirou a criação da lenda da Bruxa de Blair, além de também ter sido o tema principal de alguns filmes. Esses filmes são The Bell Witch Haunting (2004), Maldição (2005), Bell Witch: The Movie (2007) e The Bell Witch Haunting (2013).

Além disso, existe uma vasta bibliografia sobre o assunto com livros como An Authenticated History of the Famous Bell Witch (1984), The Bell Witch of Tennessee (1930) e The Bell Witch: An American Haunting (1997). Alguns deles constatam relatos reais enquanto outros são novelas baseadas na história. Não encontrei nenhum dos livros sobre ela publicados por editoras brasileiras. Se você conhece algum, comente com a gente.

, , ,

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 736 outros assinantes

Parceiros

GeraLinks - Agregador de links